quinta-feira, 28 de julho de 2011

SANTA MARGARIDA - PROTETORA DAS MULHERES GRÁVIDAS E PESSOAS COM PROBLEMAS DE ÊSTOMAGO - 20 DE JULHO






Margarida (Antioquia de Pisidia, 275 — 20 de julho de 290), era orfã de mãe e seu pai era um sacerdote pagão, logo, foi criada segunda as crenças do pai e não teria nenhuma possibilidadede conhecer ou se aproximar de Deus, virar uma cristã.






 Mas algo acontece, o pai de Margarida confia a educação da filha à uma ama que era uma forte seguidora do catolicismo, o que, como primeiro fator, leva Margarida a uma vida de santidade, a um caminho diferente.




Margarida cresce e se dedica cada vez mais a Cristandade, e começa a participar de cultos cristãos, o que chama a atenção do pai que também nota que a filha já não participava mais dos cultos aos deuses que seu pai fazia frequentemente.

 Logo depois outras pessoas notam a diferença de Margarida e que acabam comentando com seu pai.






Quando o pai se encontra com Margarida, exige que a filha abandonasse o cristianismo, pois se não cumprisse a ordem do pai sofreria um castigo muito severo, seria levada a força para o campo, para trabalhar ao lado de escravos.






A jovem recusa a ordem do pai, que vendo a filha, mesmo com o castigo imposto, não se consente.

O pai, furioso, leva a filha para o prefeito local, para ser julgada por ser cristã ou por frequentar cultos cristãos.





Foi levada à presença de um juiz e de um prefeito, e diante dos dois, se negou continuadamente a abandonar a fé cristã.

Enfrentou horas de torturas psicológicas e logo depois torturas físicas.

A jovem teve o corpo colocado sob uma grade e que teria sido rasgado por ganchos em várias partes do corpo e depois liberada.





Em dias seguintes, não apresentava um único arranhão no corpo.

Novamente, Margarida é levada ao prefeito local, que à condena novamente, e ele determina para que ela fosse assada viva em cima de uma chapa quente.

Com tantos sofrimentos a jovem comove a todos, e até mesmos os carrascos que pedem para que a jovem Margarida tivesse sua pena diminuida.


Mas mesmo assim Margarida não demostrou nenhum sinal de sofrimento ou de dor, e a morte não a abalou.




Diz uma antiga tradição que no carcere que Margarida se encontrava, teria sido visitada por satanás, que aparece em forma de um dragão, que acaba a engolindo.

Mas Margarida consegue sair do ventre do dragão, mostrando um grande crucifixo que levava nas mãos.






Ao sair do ventre do dragão ela é jogada num rio gelado.

Quando ela sai deste rio com as correntes nos braços cortadas e outra vez não apresentando um só sinal de tortura.

Muitas pessoas ao verem Margarida, se ajoelham diante dela e se convertem ao Cristianismo, mas logo o prefeito recebe a informação de que Margarida teria conseguido sobreviver e manda decapitá-la.






Margarida morre no dia 20 de julho de 290, com apenas quinze anos de idade.

Seu corpo foi enterrado por cristãos convertidos, em um local seguro e passa a ser venerada por todo o Oriente.








Como uma mártir que preferiu dar sua vida a Deus, do que aceitar o que as pessoas consideravam certo na época.





A história da Santa chega a Itália, e logo se torna um dos Catorze Santos Auxiliadores, Santos que o povo cristão recorre, pedindo a intercessão em momentos mais difíceis.






MAIS DETALHES E VERSÃO DIFERENTE







O culto a Margarida começou em 304 D. C.  no Leste Europeu e se estendeu pela França, Inglaterra e Alemanha tornando-se uma das mais populares mártires da Idade Média.






Ela é uma dos 14 santos ajudantes (honrados como um grupo no dia 8 de agosto) e ela é uma das santas que falaram com Santa Joana D’Arc.



Ela era venerada pela eficácia do seu poder.

A eficácia de seus poderes contribuiu para a sua popularidade.



A tradição diz que ela era um jovem solteira na Antióquia, Pisidia, Ásia Menor, hoje Turquia, martirizada sob o imperador Diocleciano. Isto é provavelmente verdade.

Os martirologistas afirmam que nada na sua "Ata de Martírio" feita pelo escriba Theotimus, que depois se converteu, tenha sido forjado.

A historia ocorreu no reinado de Diocleciano em 304 DC, mas só apareceu no décimo século.

De acordo com a Ata de seu Martírio ela era filha de um padre pagão da Antióquia ,mas foi criada por uma enfermeira cristã.

Se converteu ao cristianismo, foi batizada e foi expulsa de casa pelo seu pai.





Ela torno-se uma pastora e um rebanho de ovelhas mas era muito bela e admirada pelo prefeito Olybrius que a queria como esposa ou como amante mas ela o recusou.






Ele, por vingança, a denunciou ao tribunal que a acusou de ser cristã e ela foi torturada para renunciar a sua fé e oferecer sacrifícios aos deuses pagãos.

Não renunciou e foi atirada no calabouço para ser mais tarde martirizada.











O MARTÍRIO DE SANTA MARGARIDA







No dia seguinte eles a tentaram matá-la em um grande caldeirão mas ela cantava hinos a Jesus e nenhuma queimadura ou dor ocorria com ela dentro do caldeirão com água e depois com óleo fervendo.

Como falharam diante de milhares de espectadores, que segundo a tradição foram convertidos ao cristianismo, o procônsul encarregado do martírio ordenou que ela fosse decapitada.

Diz a tradição que o seu executor caiu morto ao seu lado.







Diz ainda a tradição que quando na prisão a ela apareceu o demônio em forma de um dragão que a engoliu, mas como ela segurava uma cruz esta irritou o estômago do dragão que a expeliu ainda viva.








Após sua morte o seu corpo foi reclamado por Theotimus e enterrado por uma viuva nobre.





As suas relíquias teriam sido roubadas da Antióquia em 980 DC e trazidas para San Pedro della Valle e daí trasladadas para Montefiascone, Itália em 1145.

Algumas de suas relíquias foram levadas para Veneza em 1213.

 Não obstante, várias outras cidades através da Europa afirmam terem parte de suas relíquias em suas catedrais.










Na arte litúrgica da Igreja ela é representada carregando uma cruz ,ou pisando em um dragão, ou emergindo de sua boca ou espetando o dragão com uma lança com uma cruz na ponta.




Ela é invocada pelas mulheres grávidas e pelas pessoas com problemas de estômago, provavelmente por ter sido engolida por um dragão e devolvida inteira e ainda porque ela tem a reputação de ter prometido as mulheres que a invocassem, teriam um parto sem problemas e ainda teria prometido aqueles que a invocassem na agonia da morte, escapariam do demônio.





Sua festa é celebrada ano dia 20 de julho.





Na Igreja Grega Oriental sua festa é celebrada no dia 13 de julho











ORAÇÃO À SANTA MARGARIDA PROTETORA DAS MULHERES GRÁVIDAS E DE ACIDENTES IMPREVISTOS DURANTE A GRAVIDEZ.


EM NOME DO PAI + DO FILHO + DO ESPIRITO SANTO



DEUS DE BONDADE E DE MISERICÓRDIA,
QUE A TODOS NÓS CRIASTES
PARA SALVAÇÃO ETERNA,
QUE NÃO  QUERES O MAL DE NINGUÉM,

PEÇO-VOS CONFIANTEMENTE,
DIGNAI-VOS  NOS SOCORRER
PELA INTERCESSÃO DE VOSSA MÁRTIR


SANTA MARGARIDA,
CUJAS VIRTUDES E SOFRIMENTOS
GLORIFICARAM VOSSO NOME.
POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

ASSIM SEJA.





REPETIR 3 VEZES:

SANTA MARGARIDA,
PROTETORA DAS MULHERES GRÁVIDAS
QUE SE COLOCAM SOB VOSSA PROTEÇÃO,
ROGAI POR NÓS.


SANTA MARGARIDA,
 SÊDE NOSSA ADVOGADA
NAS OCASIÕES DIFÍCEIS.

ORAR 1 CREDO, 1 P. N. E 1 A. M.









Ó Cristo, flor dos vales,
de todo bem origem,
com palmas de martírio
ornastes vossa virgem.

Prudente, forte, sábia,
professa a fé em vós
por quem aceita, impávida,
a pena mais atroz.









Bondoso Redentor,
por sua intercessão,
uni-nos, de alma pura,
à virgem, como irmãos.

Jesus, da Virgem Filho,
louvor a vós convém,
ao Pai e ao Santo Espírito
agora e sempre. Amém.























Santa Margarida, 
valente campeã da fé,
 orai por nós!





Que através da intercessão de Santa Margarida,
 o Senhor nos preserve do inferno
e das astúcias do demônio!






"quem perder a sua vida por amor de mim, esse a salvará."
Lc 9, 24 



"E digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens, também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de Deus;"
Lc 12,8





Margarida consegue sair do ventre do dragão, mostrando um grande crucifixo.

 



Santa Margarida, intercedei por nós!



Pela intercessão de Santa Margarida,
 livrai-nos, Senhor, dos problemas estomacais, 
ela que se libertou do estômago do dragão com o poder da cruz, venha em nosso auxílio com suas preces.









Vós sereis odiados por meu nome;
quem for fiel até o fim há de ser salvo.







Os sofrimentos desta vida aqui na terra
não se comparam com a glória que teremos.










"E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;
pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados."
Mc 16, 17-18













14 comentários:

  1. Nossa essa santa mexeu comigo ,sua historia cm seu pai parece muito comigo....

    ResponderExcluir
  2. Amo Santa Margarida, A virgem mártir de 15 anos.

    ResponderExcluir
  3. Certa vez ganhei uma revista católica do meu pai e estava lendo sobre a História de Santa Margarida, gostei de existir uma Santa com esse nome, pois e a tradução do meu.. Ao ler fiquei intrigada, pois toda História de Martires existem Demônios que se transformam em algo e sempre com a Fé o Martir vence, confesso que minha fé foi pouca de debochei.. Guardei a Revista e fui telefonar para uma amiga minha, ao atender o telefone uma Senhora que se denominou Maria atendeu. Informou que os moradores da casa haviam saído e disse nome por nome então desliguei. O telefone da minha casa tocou, ao atender era minha Amiga perguntando por que eu fiquei "muda" no telefone, eu informei que não estava "muda" e sim confersando com a D. Maria que estava passando a roupa dela. Nesse momento minha amiga me avisou que não havia nenhuma Maria na casa dela e que o telefone havia ficado travado, mudo e ela retornou.. Comecei a chorar e fui na casa dela que era duas ruas atras da minha, qo chegar lá em frente ao telefone estava a imagem da MÃE RAINHA. Pedi perdão à Santa. E me tornei devota.. Naquele momento me dei conta que no telefone eu havia falado com a Santa..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda sua história. Deus seja louvado por lhe mostrar a luz e a graça divina através de sua Santa Mãe Maria. Deus e Nossa Senhora sempre estejam com você.

      Excluir
  4. Nossa Paróquia tem seu nome e foi instituída em 05 de novembro de 1.866, portanto completaremos neste ano de 2016, 150 anos. O município tem o mesmo nome SANTA MARGARIDA MG (Por José Silva Lima)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom ter uma Santa com tanta história que ajudava até Santa Joana Darc.

      Excluir
  5. Esta santa n tem comprovação histórica, a igreja declarou a como apócrifa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Igreja não a declarou como apócrifa.
      A reforma do calendário litúrgico, realizada pelo papa Paulo VI retirou do calendário as comemorações dos santos dos quais não havia documentação histórica, mas apenas relatos tradicionais. Daí ter-se falado, naquele tempo, em “cassação de santos”. Mas o fato da celebração tornar-se opcional não significa o não reconhecimento do santo ou que ele não tenha existido.

      Essa mesma Santa foi uma das que apareceu a Santa Joana Darc ordenando salvar a França. Visões aceitas pela Igreja.

      Só porque temos testemunhos da tradição, não significa que ela seja uma farsa. Assim, jogaríamos toda a Bíblia fora, pois muito do que foi escrito nela não tem documentação histórica, nem por isso significa que não aconteceu.

      Não temos comprovação histórica da libertação de Israel do Egito, nem por isso deixamos de fazer memória desse evento no dia de Páscoa.

      Mas o católico é livre para não acreditar em algum Santo. Um Santo não é um dogma de fé.

      O dogma é crer na comunhão dos Santos, mas se você acha que ela não crer em Santa Margarida, tudo bem.

      Eu creio, pois muitos alcançaram graça com ela, como Santa Joana Darc.

      Excluir
  6. Foi verídico sim, o fato do papa São Gelasio I, tê-la declarado como apocrifa no ano de 494. Sendo que Margarida de Antioquia é alegada como uma santa inexistente em muitos sites como a "Wikipedia, a enciclopédia livre"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, a wikipedia não é um site muito confiável.

      O culto a Santa Margarida é antiquíssimo na Igreja. Muitos Santos que vieram da tradição do povo não têm uma comprovação histórica (como entendemos o que é comprovação historica hoje). A história deles ficou viva no povo e claro que pode ter havido acréscimos de lendas, misturas ou trocas de nomes, etc., isso não significa que ela nao existiu.

      Peguemos um exemplo bem perto de nós: Padre Cícero. A quantidade de histórias, lendas, uns a favor e outros contra a figura de Padre Cicero são enormes.

      Quanto mais Santos mártires do início dos séculos.

      O termo apócrifo também não significa que deve ser desperezado da fé e da devoção.

      Santa Ana e São Joaquim são santos de textos apócrifos e mesmo asssim são cultuados ainda hoje em nosso calendário romano.

      Os Evangelhos apócrifos da infância, apesar de não serem canônicos ( não são lidos no culto oficial) são considerados pela piedade cristã. Eles podem conter erros, mas também podem nos dar pistas de verdades.

      O importante é a lição por trás do mito de Santa Margarida e não se ela existiu de fato ou não.

      A lição de fé, de entrega a Jesus, de dedicação capaz de enfrentar a morte, é isso que se deve imitar.

      Como já disse antes, muitos fiéis alcançaram graça pela intercessão dessa Santa. Só isso é o suficiente para se acreditar nela.

      Que o diga Santa Joana Darc, devota de Santa Margarida.

      Excluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo disse:
    Pra falar a verdade meu caro irmão, à alguns meses me tornei devoto desta virgem e mártir. Decidi-me procurar mais ao seu respeito, confesso q me entristeci em ver em alguns sites a imposição de dúvidas em relação e à esta menina abençoada por Deus.

    Eu sou um católico, mas por consequência dos meus estudos eu produro me fundamentar em fatos históricos, por ocasião sou devoto de outras virgens e mártires como: Santa Inês, Santa Luzia, Santa Bárbara, Santa Catarina de Alexandria, e estas por sua vez tenho a mais plena fé e confiança de suas intercessões.

    Já no caso de Margarida eu de certa forma duvidei de sua santidade pois, como já disse nas fontes que eu pesquisei diziam claramente q a mesma foi inventada.E nas mesmas fontes diziam sobre suas relíquias e de certa forma eu me perguntava: 'Se santa Margarida n existe pq tem suas relíquias e milagres relacionados a ela? O que me intrigava de fato foi essa remoção e questionamentos por parte dos historiadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Samuel, retirei parte do texto, pois não sei se você iria publicar mesmo ou se era só mensagem.
      Mas coloquei aqui a parte essencial.

      São João Bosco era muito devoto de Santa Filomena, mesmo tendo muitos questionamentos a respeito da historicidade dela também. Ele teve visões e até recebeu graças dela.

      Houve um Papa que também tinha dúvidas sobre Santa Ana, mas após alcançar graças por intercessão dela, permitiu seu culto.

      Como já disse, os Santos não são dogmas de fé, acredita quem quer, mas para o devoto que recebe graças por intercessão de Santa Margarida ou Filomena, Jorge, etc., eles sempre serão grandes amigos Santos de verdade.

      Excluir
  9. Rogai por nós Santa Margarida; Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!(Por Samuel Silva)

    ResponderExcluir